AVATARES VIRTUAIS REVOLUCIONAM A EXPERIÊNCIA COM AS MARCAS

O avanço da robótica possibilitou diversas formas de reprodução de comportamento humano. Em busca de inovação o marketing deu origem aos avatares virtuais através da computação gráfica, uma tendência que ganha cada vez mais espaço e tem muito potencial de crescimento, por possibilitar uma experiência humanizada às marcas.

usoavataresc

O contexto social moderno trás características peculiares, a humanidade está cada vez mais antenada com seus perfis em redes sociais, jogos e interações virtuais são cada vez mais comuns nos dias de hoje.

Pensando nisso, grandes empresas apostam em chamar atenção, atraindo e consolidando seus clientes, através de avatares virtuais que unem modernidade a uma nova forma de se relacionar com seu público, a qualquer tempo e em qualquer lugar.

A incorporação vai muito além da criação de um personagem sendo necessário propor interações cada vez mais imersivas e humanizadas com o público nos canais digitais. Ou seja, esses avatares devem tomar forma de influenciadores digitais, verdadeiros embaixadores das marcas.

Avatares, influenciadores e embaixadores virtuais são algumas das muitas nomenclaturas utilizadas a personagens que estão ganhando espaço no mercado global.

Embora cada uma possua papéis diferentes, todos são avatares que participam de estratégias mercadológicas distintas. Um influenciador virtual está para o avatar capaz de influenciar o comportamento de compra de seus seguidores e pode trabalhar com diversas marcas de um mesmo nicho. Já um embaixador virtual tem o papel de humanizar a marca aproximando-a do seu público alvo.

A incorporação não acaba na criação de um personagem, se fazendo necessário propor interações cada vez mais imersivas e humanizadas com o público nos canais digitais, o que tem ganhado cada vez mais seguidores e visibilidade.

O mercado internacional da moda já tem se apoderado dessa tecnologia e feito grandes influenciadores virtuais como Lil Miquela e Noonoouri. Apostas que deram certo nessa estratégia de marketing, prova disso é a contratação da Lil Miquela pela Prada, que tem mais de 1,5 milhão de seguidores, para uma parceria durante o desfile de inverno de 2018. O mesmo avatar foi escolhido como It Girl do verão pela Vogue e lançou uma música no Spotify. Já Noonoouri, com 126 mil seguidores, atraiu a atenção de celebridades como o estilista Marc Jacobs, a editora Suzy Menkes e a top Naomi Campbell.

No Brasil, os avatares “Lu”, da Magalu, e a “Nat”, da Natura conquistaram em muito pouco tempo o seu espaço atuando na estratégia de posicionamento de marca como embaixadoras.

A Lu, por exemplo, veio para consolidar a presença da rede varejista Magazine Luiza no ambiente digital, em um projeto de rebranding que adotou a versão encurtada do nome (Magalu). Sua personalidade e seu comportamento refletem os valores da marca e as dores do público que a empresa quer atingir, chegando à marca de 14 milhões de seguidores entre seus perfis de YouTube, Twitter e Instagram.

ezgif-4-a0844707f08d

Já a Natura aposta no storytelling para levar seu posicionamento de marca até o público de maneira mais simplista e suave, em uma linguagem mais informal, acessível e com expressões típicas do ambiente digital, comentando sobre os temas que estão em discussão nos Trending Topics da rede.

Nesse sentido, conclui-se que os humanos são neurologicamente capazes de sentir empatia por robôs, produtos de inteligência artificial e personagens de computação gráfica. “Na verdade, não é um fenômeno novo, visto que é comum para personagens de jogos, mangá e animações. Empatia é uma habilidade humana básica”, endossa Mich Kitazaki, professor do Departamento de Ciência da Computação e Engenharia da Universidade de Tecnologia de Toyohashi (Japão), em reportagem ao UOL TAB.

Já pensou em levar essa estratégia para o seu negócio? A BAY GROUPS está conectada às novas tecnologias para trazer a estratégias que melhor se adapte ao seu projeto. Entre em contato que encontraremos juntos uma solução para o seu crescimento. Novas plataformas como TikTok, Fortnite, telas sensíveis ao toque em lojas são somente alguns exemplos de como, com criatividade e um planejamento estratégico bem desenvolvidos, esses avatares virtuais podem ser inseridos no contexto do seu negócio.

Rolar para cima